aviso amp zip

 
pdm2revisao

turismolazer03

termas fsaguas 2017

estrategia 25

risco incendio

Fauna

 

Do património faunístico, agora privado do lince-ibérico (Lynx pardinus), espera-se que temporariamente, fazem parte o gato-bravo (Felis silvestris), de hábitos semelhantes aos do lince-ibérico, a raposa (Vulpes vulpes), o sacarrabos (Herpestes ichneumon), o javali (Sus scrofa), parente selvagem do porco doméstico, a fuinha (Martes foina) e a gineta (Genetta genetta). Quanto ao lobo-ibérico (Canis lupus), outrora abundante, não se tem avistado nos últimos anos.
Das várias espécies de aves salientam-se o abutre negro, a cegonha-preta (Ciconia nigra), à qual foi atribuído o estatuto de “em perigo”, e  passeriformes de difícil observação, como o rouxinol-do-mato (Cercotrichas galactotes), a pega-azul (Cyanopica cyana) e o rabirruivo-de-testa-branca (Phoenicurus phoenicurus). Mais ou menos comuns, mais ou menos avistáveis, registam-se as presenças de águias, corvos, mochos, corujas, coelhos-bravos, lebres, perdizes, poupas, melros, cegonhas, pintassilgos, gaios, folosas, papa-figos, tentilhões, codornizes, cotovias, entre outras.
A natureza do clima, aliada ao tipo de vegetação, garantem a presença de um elevado número de espécies de répteis como a cobra-de-escada (Elaphe scalaris) ou a cobra-rateira (Malpolon monspessulanus). Nas linhas de água são relativamente frequentes o lagarto-de-água (Lacerta schreiberi) e o cágado (Mauremys leprosa).
Em termos de anfíbios estão presentes todas as espécies que ocorrem em Portugal Continental  com destaque para o sapo-comum (Bufo bufo), o sapo-corredor (Bufo calamita), a rã-ibérica (Rana iberica) e a rã-verde (Rana perezi).
Nos cursos de água ocorrem cerca de uma dezena de espécies de peixes, a maior parte das quais pertencem à fauna nativa de Portugal Continental. Nas ribeiras da Bazágueda e Meimoa são comuns o escalo-do-norte (Leuciscus chepalus cabeda) - endemismo ibérico - e a carpa (Cyprinus carpio). Mais rara, a truta-de-rio(Salmo trutta). Relativamente comuns são ainda a boga, o bordalo, a perca, o barbo e o achigã. 

(Fonte consultada: site do ICNB – RNSM: http://portal.icnb.pt)

   

   

tl bt



bm bt41

tl01

dmcrianca2017

diaconcelho2017a

amcb 01

serradopa01

megaaula 01

tema03

oliveira magica exposicao a

emtpenamacor 2017a

oliveira magica app livro a

link exposicoes